Outubro Rosa CRECIRO

O Outubro Rosa já é conhecido mundialmente como um mês marcado por ações relacionadas à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. O movimento é celebrado anualmente desde os anos 90 e tem como objetivo compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

Sobre o câncer de mama

O câncer de mama é um tumor maligno que ataca o tecido mamário e é um dos tipos mais comuns, segundo o Instituto Nacional do Câncer – INCA. Ele se desenvolve quando ocorre uma alteração de apenas alguns trechos das moléculas de DNA, causando uma multiplicação das células anormais que geram o cisto.

A importância da mamografia

Segundo o Instituto Oncoguia, diagnosticar o câncer precocemente aumenta significantemente as chances de cura, 95% dos casos identificados em estágio inicial têm possibilidade de cura. Por isso, a mamografia é imprescindível, sendo o principal método para o rastreamento da doença.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) das 11,5 milhões de mamografias que deveriam ter sido realizadas no ano passado, apenas 2,7 milhões foram feitas. A diminuição acentuada do exame é um fator de risco para milhares de mulheres e um alerta para a importância da campanha.

História

O movimento teve início no ano de 1990 em um evento chamado "Corrida pela cura" que aconteceu em Nova Iorque, para arrecadar fundos para a pesquisa realizada pela instituição Susan G. Komen Breast Cancer Foundation.

O evento ocorria sem que houvessem instituições públicas ou privadas envolvidas. A medida em que cresceu, outubro foi instituído como o mês de conscientização nacional nos Estados Unidos, até se espalhar para o resto do mundo.

A primeira ação no Brasil aconteceu em 2002, no parque Ibirapuera, em São Paulo. Com a iluminação cor-de-rosa do Obelisco Mausoléu ao Soldado Constitucionalista.

A partir de 2008, iniciativas como essa tornaram se cada vez mais frequentes. Diversas entidades relacionadas ao câncer passaram a iluminar prédios e monumentos, transmitindo a mensagem: a prevenção é necessária.

Rondônia

Segundo os dados da Agevisa, com exceção do ano de 2017, houve uma queda, pequena, mas gradativa nas ocorrências de óbito provocados pelo câncer de mama em Rondônia, com 79 casos em 2015 e 2016, 82 em 2017, 70 em 2018, e 42 até setembro de 2019. Pela ordem, os municípios com maior índice de ocorrências de óbitos, de acordo com o quadro da Agevisa são Porto Velho, Ji-Paraná, Cacoal e Ariquemes.

Os dados da sobre o número de óbitos provocados pelo câncer do colo uterino parecem ser ainda mais preocupantes, eis que atende a uma escala de crescimento gradativo (com pequenas oscilações) das ocorrências, com 50 mortes de mulheres em 2015, 60 em 2016, 58 em 2017, 55 em 2018 e 43 até setembro deste ano (2019), tendo, pela ordem, os municípios de Porto Velho, Ariquemes, Cacoal e Ji-Paraná na ponta com os maiores índices de mortes por câncer do colo uterino.

Hospital de Amor Amazônia

Com o objetivo de estimular a prevenção ao câncer de mama e ao câncer do colo do útero, o Hospital de Amor Amazônia faz campanha Outubro Rosa com programação especial. O Hospital está agendando exames de mamografia e papanicolau.

Para ser feito o exame de prevenção, refente a mamografia, a mulher precisa ter a idade entre 40 e 69 anos. As mulheres entre 40 e 49 anos, devem realizar o exame anualmente e mulheres, entre 50 e 69 anos, precisam realizar exames a cada dois anos. O hospital informa que para o teste, devem não ter realizado a coleta em um período menor de um ano.

O exame de Papanicolaou, deve ser feito por mulheres que tenha a vida sexual ativa, na faixa etária de 25 e 64 anos. É recomendável que não tenha relações sexuais e nem ter usado pomada vaginal, por pelo menos dois dias antes do exame.

Para o agendamento, é preciso apresentar o RG, CPF, cartão do SUS, comprovante de residência e cartão do paciente, caso possua. O Hospital de Amor Amazônia funciona de segunda à quarta-feira, das 7h às 17h. Para mais informações, entrar em contato com o 69 4009-9000.